sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SOMOS UM EM CRISTO!


Vindo para o trabalho hoje pela manha presenciei uma batida entre um carro e um motociclista. Graças a Deus ninguém se machucou mas o curioso foi observar a quantidade de outros motociclistas que pararam ( logo parando todo o transito) para: 1- realmente socorrer aquele que estava no chão; 2- apenas observar, fazer comentários sem sentidos; 3- Não fazer nada!
Todos nós um dia fomos chamados para sair do reino das trevas e vivermos no Reino da Luz. Ganhamos o direito( sem ao menos sermos merecedores disso!) através de Jesus Cristo, de sermos chamados filhos de Deus. Fomos chamados para sermos santos, assim como nosso Pai Celestial é. Acontece que durante nossa caminhada rumo à santidade, nem sempre conseguimos permanecer focados no alvo(Cristo) e algumas vezes, ou muitas vezes, nos desviamos do caminho correto. 

“Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós” (1 João 1:8). 

Por imaturidade espiritual, meninice, falta de fé, falta de perseverança em seguir a Cristo, já caí em pecado algumas vezes. E eu quero destacar algumas atitudes que são facilmente observadas quando vemos algum irmão em Cristo caído em pecado. Assim como os motociclistas, muitos se aglomeram. Uns culpam o fator externo ( o carro, ou o pecado). Começam a dizer que a pessoa foi seduzida pelo inimigo e colocam a culpa no diabo! Outros dizem que a culpa foi do motociclista( do crente). Ele deveria estar mais atento, mais focado ou lhe faltou prudência. Muitos não falam nada, pois estão preocupados com suas próprias vidas. 

“Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados” (1 Pedro 4:8). 

O fato é: Alguém caiu! E esse alguém precisa ser levantado. Dependendo da queda, não é simples levantar sozinho. ELE PRECISA DE AJUDA! Mesmo quando nós não somos pessoalmente prejudicados pelo pecado do outro, ainda devemos amar de uma maneira que ajuda aquela pessoa alcançar o perdão dos seus pecados. Tiago explicou bem o nosso papel em ajudar o irmão que cai no pecado: “Meus irmãos, se algum entre vós se desviar da verdade, e alguém o converter, sabei que aquele que converte o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá multidão de pecados” (Tiago 5:19-20).
1Co 10:12 Aquele, pois, que pensa estar em pé, cuida para que não caia. 

Devemos agir com os outros, da mesma maneira que gostaríamos que agissem conosco. Estender a mão ao caído, não significa ser conivente com o pecado dele. Significa fazer o cristo faria. Jesus não julgaria, não condenaria, não viraria as costas, não falaria mal. O amor Dele constrangeria, levaria ao arrependimento. Se Jesus não faria essa coisas, o que nos leva a pensar que podemos fazê-las? 

Shalom!






Um comentário:

Anônimo disse...

É verdade irmã, olhar com os olhos do coração, mesmo que seja em Cristo Jesus, nem todas as pessoas conseguem.
A misericórdia do PAI sempre oferece nova chance, e o amor dele é ilimitado. Tenha um bom dia e que as bençãos do Senhor sejam derramadas + e + sobre sua vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...