sábado, 27 de agosto de 2011


ME AJUDA SENHOR!

Essa semana estava conversando com a minha amiga Isabela e ela me contava uma experiência que teve com a filha de 8 anos. A menina sofre de prisão de ventre e um dia a noite ela escutou a filha chorando no banheiro. Quando perguntou à menina o porque do choro a filha respondeu que era porque não estava conseguindo ir ao banheiro direito, e que ela até tinha orado para Deus tirar o “cocô” de dentro dela!!!! Mas  Deus não tinha escutado a oração pois o cocô ainda estava lá. A menina então começou a chorar muito e a gritar pela mãe, pela ajuda da mãe. A Isabela então perguntou: “... mas filha, como eu posso te ajudar se você não come as coisas que você sabe que precisa comer para o cocô ir embora, se você não bebe água, se você faz nada das coisas que você sabe que precisam ser feitas?”

Ficamos depois conversando e visualizando Deus falando a mesma coisa. Quantas vezes não clamamos a Deus por socorro e por ajuda para problemas que nós mesmos criamos? Quantas vezes mesmo sabendo o que é certo, fazemos o que é errado? Quantas vezes pecamos deliberadamente, tendo total consciência dos nossos atos? Imagino Deus falando assim: “ Filho(a), como eu posso te ajudar se você não faz nada do que mando? Como eu posso te ajudar se você mesmo limita o meu agir na sua vida? Como eu posso interferir se você não me dá espaço para isso?”

“Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.” Romanos 7:18

No versículo 13 do mesmo capítulo de Romanos, o apóstolo nos fala que o pecado, por meio de uma coisa boa, causou-lhe a morte. Através da experiência de Paulo podemos aprender que pecar, ou , fazer aquilo que sabemos que é errado poderá nos levar a morte. Sabemos também que essa morte nem sempre é a física, mas também a morte espiritual. A verdade é que vivemos em luta contra a nossa carne. Sabemos o que é certo, pois temos acesso à palavra de Deus, que é o nosso manual, mas fazemos o que é errado, pois também temos acesso e vivemos no mundo rodeados da sua podridão e mentiras.

Se você, como apóstolo, fica nessa briga entre fazer o bem ou o mal, então, você tem uma vida espiritual. E caso você perceba que dentro de você não há essa luta, então é hora de começar a se questionar se possui realmente uma vida espiritual. A ausência de luta pode significar que, espiritualmente, sua vida está morna, parada, estagnada – MORTA.

"Pois, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, suscitadas pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte" Romanos 7.5

Já está na hora de gerarmos vida. De vivermos a vida abundante que Deus preparou para cada um de nós. Deus sempre irá nos socorrer, mas podemos passar pelos nossos problemas e tribulações com muito menos dor se tão somente fizermos o que é correto diante do Senhor.
Shalom!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...