terça-feira, 1 de março de 2011


O consolador

No dia 25 de maio de 1998 minha mãe morreu no hospital Sírio Libanês em São Paulo. Parece um dia fictício. Sabe quando você pensa que as coisas só acontecem com as pessoas que estão a sua volta? Ela era linda, tinha 45 anos, muito jovem. O câncer que ela tivera anos antes tinha voltado e dessa vez de forma fatal. Lembro dela me dizer que não queria morrer pois tinha muito para me ensinar, mas que sabia que a vontade de Deus seria feita.

“Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; Mas, o Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo que vos tenho dito." João 14:16 e 26.

Foi impressionante o que aconteceu depois desse dia. Já fazia parte da Igreja batista da Liberdade ( SP ) e muitas pessoas oraram por mim. Eu mesma, só chorava. Me faltava forças. Mas era um choro diferente. Não estava com raiva de Deus nem nada parecido, mas parecia que uma grande britadeira havia feito um enorme buraco em meu peito. Sentia uma dor tão profunda que não tinha fim. Lá no fundo eu sabia que "alguem" cuidaria de mim, que secaria as minhas lágriamas, que faria massagem no meu coração. Acho que por 1 segundo esqueci que esse "alguem" seria Deus, e que Ele faria de tudo para amenizar a minha dor. Hoje eu imagino o Senhor, se agitando lá nos céus, movendo os Seus anjos, em meu favor.

O Espírito Santo veio consolar os discípulos de Cristo, que ficaram sozinhos após Sua partida mas não parou por aí...Ele também me consolou! Eu também acabara de ter uma grande perda que só o Espírito Santo de Deus podia entender. Me sentia perdida, sem rumo, sem referência. Aos poucos, e muito mais rápido do que imaginava, fui sentindo paz. Comecei a entender que Deus estava se movendo na minha vida! O Espírito Santo é Deus, o Deus verdadeiro.

Eu entendi que ainda que fisicamente eu estivesse sozinha, Deus estaria comigo para sempre. Eu literalmente fiquei sozinha por vários momentos. A despeito de meus amigos de SP estarem presentes, era diferente. As vezes estamos cercados de tantas pessoas e ainda nos sentimos tão sozinhos... Quando eu entendi o significado da palavra Emanuel ( Deus conosco) eu relaxei. Só Deus, só o Espírito Santo pôde substituir o lugar que a minha mãe ocupava no meu coração e eu digo para você que só Deus pode ocupar o espaço vazio do seu coração. O lugar é Dele e sempre foi!

“Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Mas, Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio Espírito que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus. Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, e sim o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente” (I Co 2:9-12).

Eu não sei qual o tipo de perda que você teve, ou terá. Não sei se foi um parente próximo, seus pais, seu filho, um grande amor, a estabilidade do seu emprego, a sua saúde... o que eu sei, e sei mesmo, digo com propriedade, é que Deus é Emanuel, Ele é com você, que Seu Espírito nos traz paz. Não a paz que o mundo nos dá, mas a paz que excede todo o entendimento. Antes da minha mãe morrer ela me disse: “ Minha filha, nunca pergunte para Deus o porque disso, mas sim o PARA QUE, afinal, tudo tem um propósito”

Jesus disse certa vez: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” ( João 14:6). Isso significa que somente através de Jesus Cristo você encontrará a Deus, e a essa paz. Não se deixe enganar. A paz que vem do Senhor não é momentânea, ela acalma o nosso coração e nos traz esperança. O Consolador nos dá a certeza de que tudo, uma hora ou outra, acabará bem.

Receba o Shalom de Deus!

4 comentários:

Rafael Butruce disse...

Rê, verdadeiramente esta palavra falou comigo.
Creio que Deus está conosco e permite o deserto em nossas vidas para crescimento.
Parabéns!
Deus te abençoe

Anônimo disse...

Renata é bem o que diz aquele louvor "...se o mar não abrir vou passar por cima das águas..." não é fácil passar por cima das águas, mas a forte Mão do Senhor nunca nos deixará ser submergido pelo mar de lutas que passamos. Que Deus continue te usando e iluminando. Patrícia Dalva

Fernanda disse...

O ser humano não foi criado para perdas...
Só sabe como é essa dor quem a experimenta, e graças a Deus que temos o Consolador para nos fortalecer, porque não é fácil!!!

Anônimo disse...

Oi Renata!
Tive uma experiência semelhante, perdi minha mãe que havia completado 43 anos. O propósito de Deus se cumpriu,pois assim como Jó a dor me fez conhecer o meu Deus, antes o conhecia de ouvir falar agora os meus olhos o vêem.Deus levou o que eu mais amava neste mundo, mas Ele me deu o mais precioso presente o Espírito Santo Consolador.
Glória Deus!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...