quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011


DANDO VALOR

Moro num apartamento muito grande aqui na Ilha do Governador, de frente para a baía de Guanabara. Realmente a imagem que tenho da minha varanda é muito bonita. À esquerda vejo a região serrana, à direita vejo a ponte Rio- Niterói e ao fundo Niterói. Meus amigos quando vêem me visitar ficam maravilhados com a vista, mas eu confesso que nem ligo. As vezes nem vou na varanda, nem fico lá. Talvez por saber que a minha varanda, com aquela paisagem estará lá todos os dias, faça chuva ou faça sol. Quando eu quiser, é só ficar paradinha lá admirando.
Em alguns momentos nos comportamos assim com Deus.

Nos acostumamos com a Sua presença entre nós. Nos acostumamos com o Seu amor, Seus milagres, Seu perfume. Sabemos que Deus sempre estará ao nosso lado, sempre se levantará em nosso favor, sempre nos amará que passamos a não valorizar mais a Sua presença, Seus feitos.
Quase todos nós já experimentamos aquela frase que diz que só damos valor às coisas quando as perdemos e quando não damos valor ao que temos, ficamos com aquilo que não tem valor algum. Imagina se vivêssemos no período intertestamentário? 400 anos sem Deus falar? Sem se manifestar? O povo de Deus durante anos gozou da presença Dele e não souberam valorizar. Adoraram a outros deuses, esfriaram o relacionamento que mantinham, deixaram de O adorar.

Não tão explicitamente assim, mas fazemos o mesmo. Acordamos com sono, ou com pressa que não dizimamos nosso tempo, não damos os primeiros minutos do nosso dia ao Senhor. Durante o dia, não nos lembramos que quando Ele disse que estaria conosco todo o tempo, Ele quis dizer todo o tempo mesmo! Chegamos no culto sem a menor reverencia, como se estivéssemos num clube revendo os amigos. Durante o louvor, andamos, vamos ao banheiro, cumprimentamos o irmão que acabou de chegar, ou nos distraímos com alguma coisa. Parece que a presença de Deus só vem na hora da ministração, outros esperam os louvores de “adoração” para entrarem na presença de Deus.
Deus não é como um estranho que passa por nós na rua: ele está lá, mas não o notamos. Deus deseja MANIFESTAR a sua presença no meio dos Seus filhos.

Quando a presença de Deus é manifesta, ou seja, quando percebemos e respondemos à Sua presença, há uma verdadeira transformação dos ambientes e das vidas.
Algumas pessoas dizem que não conseguem sentir a presença de Deus, e eu me pergunto o que exatamente essa pessoa espera sentir. Um arrepio? Uma voz? Um céu aberto e algum tipo de passarinho sobrevoando sua cabeça? Deus é um Deus presente. Assim como a minha varanda.

Ele está disponível o tempo todo.
“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. Serei achado de vós, diz o Senhor…” Jeremias 29.13-14 O Senhor prometeu que onde 2 ou 3 estivessem em Seu nome, Ele ali estaria. Prometeu também que estaria conosco até a consumação dos séculos( Mateus 28:20), Deus nos deu tantas promessas que são incontáveis. Por isso, não despreza a Sua presença, não O ignore. Deus está presente em todos os momentos, em todas as situações e circunstâncias, em todos os lugares. Hoje, quando fico na varanda, faço uma oração e agradeço ao Senhor pela vista que tenho, pelo apartamento que moro. Estou começando a observar coisas que até antes não tinha visto.

Quando começarmos a ficar mais atentos a presença de Deus no nosso dia a dia, Ele se manifestará de maneiras até então desconhecidas e veremos como somos privilegiados por ter um Deus tão grande, tão poderoso, tão maravilhoso, tão amoroso e tão outras grandes coisas tão pertinho de nós.
A paz!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...