sexta-feira, 21 de janeiro de 2011


O primeiro amor.

“Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor.” Apocalipse 2.4

Você se lembra de quando aceitou a Jesus como Senhor e Salvador da sua vida? Ou se você já nasceu num lar cristão, você se lembra da primeira experiência real que teve com Deus? Você lembra no início da sua conversão, quando as pregações do pastor tocavam o seu coração, e você saía do culto avivado e com a esperança renovada, crendo que Deus sanaria os seus problemas? Você consegue se lembrar de como as promessas de Deus pareciam reais para você e de como você falava do amor de Jesus para outras pessoas. E a bíblia então? Você devorava cada versículo e realmente meditava nele. O que aconteceu com você? O que acontece conosco para que esqueçamos como é delicioso viver o primeiro amor com Cristo Jesus?

Essa palavra foi dada a uma igreja em particular. Deus fala individualmente com cada um de nós. A igreja de Éfeso um dia tinha sido avivada e fervorosa e tinhas qualidades consideráveis. “Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem serem apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos.
E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.

Quantas qualidades esse povo tinha, e quantas qualidades nó temos também. Mas deixamos o nosso primeiro amor. Nosso coração já não bate mais por Jesus como batia antes, nossos olhos já não ardem mais de paixão, não nos emocionamos mais quando sentimos o amor de Deus. Não nos importamos mais com outras pessoas, mas estamos focados no nosso EU. Eu quero, eu preciso, eu faço, eu posso...


“Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.” AP 2:5

Somos chamados ao primeiro amor, e de forma sincera e honesta ao arrependimento e mudança de vida! O primeiro amor é uma profunda resposta ao entendimento do amor de Cristo, que nos leva a buscar e servir ao Senhor com intensidade e paixão. O primeiro amor precisa ser alimentado diariamente. Precisamos colocar lenha na fogueira, manter a chama acessa.

“Quero trazer à memória o que me pode dar esperança”. (Lamentações 3.21).
Traga a memória o início da sua caminhada com Cristo, relembre como era ( e é ) muito bom crê e confiar 100% em nosso Pai. Relembre os primeiros momentos de fé, de experiência com Deus. Quando esfriamos nosso relacionamto com Cristo, depende somente de nós resgatar esse contato íntimo com o Senhor. Deus em momento algum, a despeito das nossas falhas rompre o relacionamento com o Seu povo.

Seja novamente atraído ou permita-se atrair-se pelas palavras de Cristo, por Seu amor, pela Suacomunhão. Permita-se sentir novamente a paz que excede todo entendimento. Como diz a pastora Nayra, perdemos o brilho nos olhos quando estamos longe de Jesus. Que os nossos olhos nunca percam o brilho.

Amém

2 comentários:

Kelly disse...

Oi Re!!! Sabe que essa palavra é a que eu guardo no meu coração? Essa palavra é sempre lembrada por mim quando estou nos meus momentos de fraqueza! Como fico animada com ela!!!! Um verdadeiro combustível para sempre retomar o único caminho! Shalom

Um beijo
Kelly Braga.

Sandra disse...

Precisamos estar atentos a este momento, ele não chega de um dia para outro.Você não esfria rápido, mais existi uma caracteristica (uma delas), a falta de temor;você começa a aceitar coisas que antes voce Abominava(A presença do Espirito Santo em você). Sabe aquela piada,conversas,atitudes,mudanças etc...
Vêm suave,quase sem percebermos. Por isso o vigiar antes de orar.Por isso a famosa frase nada a vêr , e tão perigosa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...