sábado, 18 de dezembro de 2010


JUSTIÇA


“Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos” Mt 5:6


As vezes nos sentimos injustiçados. Vivemos num país muito injusto socialmente, crescemos vendo injustiças a nossa volta. Sabemos exatamente o que é injustiça, mas será que sabemos o que é JUSTIÇA? Fui procurar no dicionário o significado da palavra e encontrei inúmeras definições, mas uma delas me chamou a atenção:

Estado de graça; retidão da alma que a graça vivifica; inocência primitiva, antes do pecado do primeiro homem.

A sede e a fome de justiça, a que Jesus proclama, são as que exprimem a mais alta aspiração da Verdade e da Harmonia. É o anelo da reconciliação do Homem com Deus, para que se torne possível a paz em cada coração.

Jesus é o ponto de encontro dessa reconciliação do homem com Deus; É a linguagem do amor, com o exercício do perdão; é o caminho mais viável segundo o qual todos os que têm sede e fome de justiça deverão seguir, com o propósito de selar essa aliança definitiva com o Juiz dos juizes.

As palavras de Deus são a fonte da vida. Quanto mais conhecermos a Deus, tanto mais elevado será nosso ideal de caráter, e mais veemente o nosso anseio de refletir a imagem do Criador.

Como é maravilhoso sentir no coração fome e sede em desejar as coisas que são do alto, as coisas espirituais. A bênção de Deus é alcançada pelos que a desejam intensamente. E os que assim desejarem, sua fome e sua sede serão saciadas. Não somente a justiça terrena, mas a justiça dos céus.

Todo homem sente a necessidade de Jesus Cristo porque somente Ele é quem supre as nossas carências matérias e espirituais. A palavra de Deus nos dá autoridade de afirmar que a humanidade sente sede e fome espiritual, todavia uns despertam para Deus, e a maior parte vivem como se o Senhor não existisse, chegando ao ponto de nunca descobrirem o amor eterno de Jesus Cristo, ao ponto de nunca conhecerem a verdadeira justiça, ao ponto de querer fazer justiça com as próprias mãos.


Jesus nos ensina que é necessário ter fome e sede espiritual. Aquele que nasceu de novo é motivado pelo Espírito Santo não somente a sentir uma tristeza profunda pelo pecado e a vontade de odiá-los e evitá-los, mas também o forte desejo de viver conforme a vontade de Deus . Esse estilo de vida caracteriza todo aquele que é nascido de Deus conforme lemos em I João 3.9: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando porque é nascido de Deus”; e o verso 7 diz: “...aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo”. Os que nasceram de novo, portanto, são justos e, portanto, têm fome e sede de justiça.

Nunca seremos totalmente justos nessa vida, mas somos chamados por Cristo a buscar por essa justiça. Que hoje você possa dar mais um passo em direção ao Reino de Deus, buscando pelas coisas que vem do alto. Buscando pela justiça e retidão de Deus.


SHALOM

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...