quinta-feira, 30 de dezembro de 2010


MORRA!


Quantos de nós sinceramente podemos dizer isso: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2 :20.

Vamos analisar esse versículo por partes. Primeiro quero chamar a sua atenção para a primeira parte do versículo que diz que estamos crucificados com Cristo, e que não vivemos mais, mas Cristo Jesus vive em nós. O que significa dizer que estamos crucificados com Cristo?

Estar crucificado com Cristo é dizer que estamos completamente sujeitos a vontade de Deus. É matar a nossa carne. Significa que o pecado não tem mais domínio sobre as nossas vidas. Pois a nossa natureza pecadora foi crucificada e morta com Cristo ali na cruz do Calvário. Estar crucificado com Cristo também significa estar morto para as coisas do mundo, para tudo aquilo que o mundo nos influencia a fazer e nos afasta de Deus. Estar crucificado significa um aparente tempo de solidão, de dor, de humilhação, mas também significa a certeza da ressurreição, assim como o nosso Senhor ressuscitou!

Cristo tem vivido em você? Tem agido através da sua vida? Existe um livro, e que eu recomendo, pois é muito bom, que se chama Em seus passos o que faria Jesus? O livro conta a história de um grupo de pessoas de uma igreja que durante um ano se propuseram a antes de fazer qualquer coisa se perguntarem se Jesus faria aquilo. E as conseqüências foram surpreendentes!

Se não permitirmos que Cristo viva em nós, isso nunca acontecerá. Não é simplesmente orar e dizer: “Senhor eu te convido a morar em mim e me usar e blablablabla...” se você realmente não almejar uma mudança de vida! Você precisa querer e estar disposto para as mudanças que virão.

A segunda coisa que se destaca nesse versículo e que por várias vezes nos esquecemos é do fato (ou seja, da verdade) que o Filho de Deus, Jesus, nos amou e se entregou a si mesmo por nós. Pare agora um pouco e pense no que você tem feito para retribuir tanto amor. Quando amamos alguém e estamos apaixonados por essa pessoa, fazemos de tudo para agradar. Muitas vezes passamos por cima das nossas vontades, abrimos mão de várias coisas só por saber que estaremos fazendo alguém feliz. O que temos feito por aquele que através da morte na cruz nos deu direito não a momentos felizes, mas sim a uma vida feliz?

O salmo 116:12 diz assim: “Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?”
No versículo 8, o salmista diz que o Senhor livrou a alma da morte, os olhos das lágrimas e os pés da queda! Meu amado, essa palavra é para você! Essa palavra não está presa na folha de uma bíblia.
Estamos a 1 dia do fim do ano. Que para o próximo ano, ser a morada de Cristo possa ser a sua prioridade. Que você e eu possamos dizer que Cristo verdadeiramente vive em nós. Que possamos transbordar dos frutos do Espírito. Vale a pena ser morada de Deus. Vale muito a pena estar pronto e poder dizer que Cristo vive em nós. Somos privilegiados por termos recebido tanto amor mesmo sem merecermos. Que Cristo Jesus possa viver em você. Essa é a minha oração no dia de hoje. Amém

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

ESPERANÇA.
“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.”
1 Coríntios 15:19

Certa vez num culto, o pastor Jonas disse uma coisa que nunca mais esqueci. Nós viveremos, uns mais outros menos, em média 80 anos aqui na terra. E o que é isso diante da nossa eternidade nos céus? Quando paramos para pensar nisso, é inevitável que não pensemos também nas nossas prioridades. Muitos cristãos ainda estão preocupados em ajuntar tesouros na terra - Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. - Mateus 6:19,20)

O Homem Que Não Tem A Cristo Também Não Tem Esperanças – Efésios 2:12

Cristo é a nossa esperança. Enquanto estamos na terra temos uma esperança viva em Cristo. Podemos nos espelhar em Jesus para vivermos a nossa vida de maneira a agradar o coração de Deus. Tudo aquilo que Cristo já fez dá-nos esperança para continuarmos passando por aquilo que Ele já passou. O Senhor Jesus foi homem de dores, que soube o que é padecer, foi desprezado. Ele levou sobre si as nossas dores e as nossas transgressões. Temos maior razão para termos esperança. Temos esperança naquilo que Ele ainda está fazendo por nós no céu! Cristo está no céu intercedendo por nós assim como orava por nós enquanto estava aqui na terra (João 17:20; Heb 7:25).

A nossa ida para o céu é tão certa que Cristo prepara-nos um lugar e um banquete! A beleza dessa verdade é que um dia estaremos onde Ele está agora, pois Ele prometeu vir outra vez para nós estarmos junto dele (João 14:1-6; I Cor 15:51-58) e "assim estaremos sempre com o Senhor" (I Tess 4:17). Só uma pessoa de fé é capaz de viver a esperança cristã.

1 Pedro 1 versículo 3 nos fala que a ressurreição de Cristo nos regenerou para uma viva esperança. Meu querido sabe o que nos espera nos céus? “... uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós” v.4

Em quem você tem depositado a sua esperança? O que tem te trazido paz? O que você tem feito pensando na sua vida eterna nos céus ao lado do Senhor Jesus? O amor é uma das chaves para herdar a vida eterna. Não se prenda as coisas dessa vida. É claro que tudo o que você tem ou deseja ter faz parte de uma vida próspera aqui na terra sim. Deus quer que tenhamos vida e vida em abundância, mas a nossa vida nos céus, e quando digo vida falo ETERNIDADE é muito mais importante. Imagine nunca mais sentirmos dor, tristezas, solidão, carência, abandono, raiva... imagine adorar a Deus o tempo sem cansar! Somos privilegiados. Que nada roube a certeza da sua salvação em Cristo Jesus. Amém.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

BUSCAR A DEUS
E saiu ao encontro de Asa, e disse-lhe: Ouvi-me, Asa, e todo o Judá e Benjamim: O SENHOR está convosco, enquanto vós estais com ele, e, se o buscardes, o achareis; porém, se o deixardes vos deixará”. 2 Crônicas 15:2

Gostaria que você parasse por um tempo e respondesse a essa pergunta: Você tem passado tempo na presença de Deus? Não estou dizendo em dias de culto, mas sim nos outros dias. O livro de Isaías nos diz que Jesus seria chamado de Emanuel, que significa Deus conosco. Isso quer dizer que não importa onde você está o Senhor está contigo. È como se fossem votos de casamento: na alegria e na tristeza, na saúde e na doença... A diferença é que nem a morte pode nos separar de Deus, ao contrário estaremos para sempre com o Senhor.

A palavra de Deus em Jeremias 29:13-14 diz assim: “Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. Serei achado de vós, diz o Senhor…”
Deus nos promete que O acharemos se o buscarmos de todo o nosso coração, nos promete também que estará conosco enquanto nós estivermos com Ele. Buscar a Deus, a Sua face deve ser prioridade nosso dia. Não devemos buscar a Deus somente nos momentos ruins, ou quando precisamos de consolo. Devemos buscar a Deus pelo simples fato de Deus ser Deus e aqueles que já experimentaram da presença do Senhor sabem que isso não tem preço.

Não devemos buscar a Deus de qualquer maneira. Não existe caminhada cristã sem um íntimo relacionamento com o Pai. Devemos de todo o coração buscar ao Senhor e caminharmos em direção ao Seu reino. Quando buscamos a Deus, achamos não só a sua presença (se o fizermos sinceramente), mas também, o Seu reino, a Sua justiça, a Sua palavra.

Eu desejo para mim e para vocês que a nossa prioridade seja buscar ao Senhor de todo o nosso coração, pois quem busca encontra e quem procura acha e os olhos do Senhor estão voltados para nós esperando que tão somente O busquemos intensamente.

Em Mateus 15: 21 a 28 aprendemos a buscar o Senhor da maneira correta. A palavra nos conta a história de uma mulher cuja filha vivia possuída de espíritos. Aquela mulher sabia que deveria buscar a Deus e que o Filho de Deus estava ali. Ela se prostrou, adorou, pediu e a fé dela foi aprovada. Antes de qualquer coisa, prostre-se diante do Pai e o adore. O adore em espírito e em verdade. Você conseguirá tocar no coração de Deus e sentirá a presença de Deus ao seu lado. BUSQUE-O ENQUANTO TEM OPORTUNIDADE, E CERTAMENTE O ENCONTRARÁ!!!

"BUSCAI ao Senhor enquanto se pode achar, INVOCAI-O enquanto está perto.” (Is. 55:6 )

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010


A ESPERA.


“Espera pelo Senhor, tem bom animo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor” Salmos 27:14

Às vezes, e confesso que muitas vezes, sempre ouço alguém dizendo que está esperando EM Deus. Normalmente esperamos em Deus quando pedimos a Ele por algo, por alguma coisa e realmente precisamos esperar Deus agir. Ou estamos no meio da tribulação, ou no deserto, ou simplesmente precisamos de uma resposta de Deus. Em resumo, precisamos de uma vitória, sabemos que essa vitória virá de Deus e a única coisa que podemos fazer é: ESPERAR!

Não sei vocês, mas eu não gosto de esperar. Seja no banco, no caixa do mercado, esperar no restaurante até o prato chegar, esperar no ponto pelo transporte. E as grávidas que esperam 9 meses até ver o rostinho do bebê? Não é fácil esperar! Não é fácil ter paciência. As vezes nos sentimos impotentes, ou simplesmente achamos que a nossa espera será inútil. Esse versículo ainda nos diz que devemos ter bom ânimo enquanto esperamos pelo Senhor. Ter bom ânimo significa não reclamar, não murmurar, não ficar se lamentando! Significa ter esperança, não desanimar, não perder a fé, e viver a vida com alegria. Devemos dar glórias a Deus pela futura (e certa) vitória.

Esperar em Deus não significa ficar parado sem fazer nada, esperando que milagrosamente algo caia no nosso colo sem que tenhamos feito nenhum tipo de esforço. Esperar em Deus é ter paz. É confiar 100% que Deus está no controle e descansar. Esperar em Deus é continuar fazendo aquilo que nos cabe fazer, seja no natural ou no espiritual.

Mas outro dado me chamou a atenção nesse versículo: Fortifique-se o teu coração. Porque o rei Davi chamaria a atenção para o nosso coração? Qual a ligação entre o nosso coração e o tempo da espera?
Muitas vezes somos bombardeados de mentiras no nosso coração: “Deus não está te ouvindo, o Senhor se esqueceu de você, não adianta mais orar por isso, seu tempo já passou!” Se o nosso coração não estiver em Deus, assim como a nossa fé e esperança, ele ficará enfraquecido e sem forças para guerrear contra essas mentiras.

Como fortalecer o nosso coração? Fortalecemos o nosso coração através do conhecimento das promessas de Deus para a nossa vida. Todas as vezes que nos lembramos quem somos, de quem somos filhos, e de todas as coisas que o nosso Pai tem separado para nós, temos o nosso coração fortalecido. As promessas de Deus estão na palavra Dele! De Gênesis ao Apocalipse.

Meu amado, não permita que seu coração seja infectado por mentiras. Espere o tempo que for necessário até a sua benção chegar. Espere com alegria, com bom ânimo. Não deixe de orar. É claro que Deus sabe de todas as coisas e sabe do que você precisa, mas peça a Ele, exercite a sua fé. O tempo de Deus é perfeito! Todas as coisas acontecem na hora certa. Você está debaixo das asas do Senhor, sentindo a brisa suave que vem do trono.

Que o sangue de Jesus possa nesse momento formar uma camada protetora no seu coração.

Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? ou tendo falado não o cumprirá"? Números 23:19

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

MEDO

Estava pensando nas coisas que nos paralisam, como o medo por exemplo. Normalmente temos medo daquilo que não conhecemos, daquilo que não temos controle, sentimos medo do nosso futuro, por não sabermos como vai ser. Sentimos medo quando estamos diante de algo perigoso que pode nos fazer algum tipo de mal. O medo desencadeia reações físicas e emocionais. As circunstancias a nossa volta nos dá medo. As vezes é a falta de emprego, saúde debilitada, família, sentenças dadas pela justiça... E uma das reações geradas pelo medo é a paralisação.

A palavra de Deus nos diz no capítulo 14 de Mateus a partir do versículo 23 que Jesus estava no monte orando e que havia um barco no mar. O tempo estava péssimo, ventava muito. Os barcos que já estavam no mar poderiam estar correndo perigo. Jesus então caminha por cima do mar e vai ao encontro de Pedro. Imagina o susto de Pedro nesse momento?! Estava escuro, com ventos contrários e seus colegas tinham dito que era um fantasma! Depois que Jesus os acalmou, Pedro pediu que Ele o dissesse para ir de encontro a ele também por cima das águas. Pedro havia pedido um milagre correto? Imagino Jesus dizendo muito calmamente no meio da tempestade: Vem. Enquanto Pedro estava olhando para Jesus ele caminhou por sobre as águas, mas no momento em que ele sentiu o vento batendo (v.30) ele sentiu MEDO e começou a afundar.

Percebam que Jesus já estava com eles, ainda que no meio da escuridão, com as ondas fortíssimas, Jesus já havia liberado uma palavra para Pedro. Pedro poderia confiar em Cristo. Mas Pedro tirou os olhos de Jesus, Pedro começou a perceber as circunstancias, ficou assustado com o vento e paralisou. Pedro se esqueceu de quem o havia chamado, Pedro esqueceu que não estava sozinho ali. O filho de Deus estava lá. A paralisação impediu que Pedro vivesse por completo o seu milagre!

O medo roubou a fé de Pedro. Meu amado, não permita que nada roube a sua fé em Cristo Jesus. Quando cremos e temos fé, quando olhamos para Jesus somente, nós também podemos operar o sobrenatural, e milagres acontecem em nossa vida. Sem fé Pedro afundou; nós também afundamos quando deixamos de olhar para Jesus, para reparar nas circunstâncias. Jesus Cristo é a nossa luz em meio a escuridão. Ele é paz no meio da guerra, a sáude em frente à doença, a nossa alegria quando parece que só temos motivos para chorar. CRISTO É A NOSSA ESPERANÇA!

Quando o forte vento bater em você, não se assuste. É Jesus que está na sua frente ainda que seus olhos não o vejam. É Ele quem te chama ainda que você não o ouça, e é a mão Dele que está pronta para te ajudar. Não sei do que você tem medo, ou o que tem te paralisado, mas NUNCA se esqueça que Deus é contigo e que você não está sozinho. Confie no Senhor com todo o teu coração. O poder da fé faz revelar o poder de Deus!

Descanse em Deus. Shalom!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010




PAZ



Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Mateus 5:9


Se você ligar a televisão ou abrir o jornal vai perceber que uma das coisas que o MUNDO precisa é de paz! Ataques terroristas, guerras, crimes, cenas de violência... Como estamos carentes de paz! Não é raro vermos pessoas dizendo que precisam de paz na vida, em alguma área da vida pelo menos.

Sabemos que não adianta tentarmos em nenhum outro lugar. Somente Deus pode promover a paz da qual ansiamos tanto. Não adianta, no entanto clamarmos por essa paz. Mateus 5:9 nos diz que precisamos promover a paz! E na correria do nosso dia a dia, afundados nas nossas próprias preocupações fica difícil lembrar de promover a paz! As vezes é difícil fazer isso, quando nos cortam no transito, quando passam na nossa frente na fila do banco ou do mercado, quando nos tratam mal( e o primeiro impulso é revidar na mesma moeda).

Jesus disse: "Eu vos dou a minha paz, eu vos deixo a minha paz; não a dou como o mundo a dá, para que minha alegria seja em vós, seja perfeita a vossa alegria, e nunca ninguém tire de vós a vossa alegria"João 14:27
Queridos, só poderemos promover essa paz no dia que vivermos essa paz! Ser pacificador é evitar confusões, brigas, não alimentar contentas, ou popularmente falando, não colocar lenha na fogueira. Devemos viver em paz com os outros, com nós mesmo, com Deus.

Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” Tg.1:19. Você tem sido o reflexo de Cristo Jesus? O pacificador é filho de Deus, pois se assemelha a Deus no sentido de promover a paz entre os homens. Jesus veio trazer essa paz, e não só a trouxe como a deixou conosco. Faça uso dela na sua vida e leve a paz de Cristo a outras pessoas.

"Examine-se pois o homem a si mesmo" I Coríntios 11:28

Cristo é o “Príncipe da Paz” (Isaías 9:6). A missão de Cristo, através do Espírito Santo, nesta Terra é restituir a paz que o pecado roubou. Nossa paz é ameaçada todos os dias. Satanás quer roubar de nós algo que o nosso Jesus nos deixou de graça! Não permita que nada, nem ninguém roube a sua paz! Muito pelo contrário, deixe que a paz de Cristo flua da sua vida! Toda perturbação vai sair da sua vida, tem que sair da vida. Todo espírito de desordem, guerra, de contenda sairá da sua vida se a paz de Cristo habitar em você. Busque-o sem cessar!

Faço as palavras do Apóstolo Paulo minhas: “Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco.” 2 Coríntios 13.11. Amém.

“Os pacificadores são pessoas que inspiram graça. Eles recorrem, continuamente, à bondade e ao poder de Jesus Cristo, e então trazem o seu amor, misericórdia, perdão, força e sabedoria aos conflitos da vida diária. Deus se alegra em inspirar a Sua graça por meio dos pacificadores, e usa-os para dissipar a ira, aprimorar o entendimento, promover justiça, e encorajar o arrependimento a reconciliação.” ( retirado do livro O Pacificador. Autor: Ken Sande)

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010


PUREZA


Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; MT 5:8

Alguns anos atrás quando comecei a dar aula para crianças, uma delas me perguntou assim: “Tia, Jesus tinha cachorro?” Eu fiquei surpresa com a pergunta, mas respondi que como Jesus era muito querido e tratava a todos muito bem eu acredito que às vezes poderia ter um ou outro cachorrinho por perto, mas que não estava na bíblia não (imagina se estivesse!). A criança então disse assim: “É... acho que sim, porque é muito triste viver sem um bichinho...”

Limpos de coração também significa puros de coração. E será que existe alguém (fora as crianças) que seja realmente puro de coração? Como assim Jesus “limpos de coração”? Essa virtude não faz parte do ser humano. Não está na nossa natureza. Até estava! Quando Deus criou Adão e Eva Ele fez segundo a Sua imagem e semelhança. Mas o mal entrou no homem e infelizmente carregamos os resquícios dessa atitude!

Acho difícil nos lembrarmos da época quando não víamos maldade nas coisas. Os comentários ganharam duplo sentido, nossos olhos já não enxergam com a mesma pureza, nosso coração vive de sobreaviso. E como podemos ser limpos de coração num mundo tão sujo? Penso que se começarmos a nos livrar de pensamentos maliciosos, atitudes carnais, se tentarmos nos livrar de atos e pensamentos que entristecem o Espírito Santo já será um bom começo.

Os que têm o coração limpo são realmente pessoas abençoadas. Eles conseguem ver a Deus. Tem clara percepção de Deus. Entendem e amam Seus ensinos. A santidade é fruto de um encontro com Deus e este encontro santificador nos remete novos encontros com o Pai, no presente e no futuro.

As vezes arrumamos (limpamos) a nossa casa, quando recebemos visitas não é? Limpamos no dia a dia, mas damos uma caprichada quando sabemos que alguém nos visitará. Nem sempre conseguimos limpar tudo. As vezes empurramos a sujeira de modo que ninguém veja, ou ficamos com preguiça de limpar nos cantinhos ou nos lugares que exigem um esforço maior. Qual o cantinho da sua vida que ainda está empoeirado? Com sujeira? É seu coração que precisa de uma faxina? Sua mente? Suas atitudes?

Por mais difícil que seja limpar tudo isso, te digo que vale a pena. Primeiro por saber que o templo do Espírito Santo está limpo, pronto para ser habitado, segundo por saber que você conseguiu! Conseguiu se livrar das impurezas e sempre por saber que o Senhor nos vista todos os dias e somente Ele merece o nosso melhor. Ter um coração limpo, puro, não é sinônimo de fraqueza, muito pelo contrário. É sinônimo de uma vida firme em Cristo Jesus, buscando a cada dia um coração igual ao Pai.

Shalom

domingo, 19 de dezembro de 2010

MISERICÓRDIA



Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. (Mt. 5:7.)


Misericórdia significa amor em ação.

A palavra de Deus nos diz coisas muito importantes com relação à misericórdia, como por exemplo que a misericórdia do Senhor é a causa de não sermos consumidos. Sabemos também que as misericórdias de Deus são para sempre, e que o que Deus quer são misericórdias e não holocaustos (sacrifícios) (Mt 9, 13)


Servimos a um Deus misericordioso, isso significa que Deus não só nos ama, mas que o amor Dele é ativo em nossas vidas. (Lucas 6:36).Miquéias diz que Deus “se alegra em ter misericórdia” (Mi 7, 18), isto é, experimenta gozo ao fazê-lo. Por muitas vezes oramos assim: Senhor, tenha misericórdia de mim...Senhor tenha misericórdia de fulano...e não está errado clamar pela misericórdia de Deus, mas Deus é misericordioso em Sua essência . Independente do que fazemos Deus nos ama e as suas misericórdias para conosco se renovam a cada manhã. Deus é misericordioso por natureza (e demonstrou isso, enviando Jesus Cristo para dar a Sua vida por nós todos, visando com isso nos salvar). Uma vez que Ele demonstrou tanto amor, é necessário que a gente exercite esse mesmo sentimento. A misericórdia e a graça de Deus caminham lado a lado.

NÓS precisamos exercer essa misericórdia para com os outros. Como pode o homem ser achado pelo Deus de misericórdia? A resposta é simples: Quando o homem for encontrado em humilhação perante Ele. Ele é o Deus dos contritos e quebrantados; é o Deus que tem prazer em se comunicar com aqueles que estão no pó, reconhecendo sua culpa e buscando perdão e purificação em Jesus. Não só devemos buscar pela misericórdia de Deus mas também sermos misericordiosos. A misericórdia que será alcançada pelos misericordiosos, não é necessariamente a misericórdia que os outros demonstram para conosco em retribuição àquela que estendemos a eles.

Você tem sido misericordioso? Você tem misericórdia pelos outros? Se tiver, as tem colocado em prática? No Cristianismo, o ser vem antes do fazer. Quem é, faz. A fé sem obras é morta.
Jesus fez tudo o que fez porque Ele era assim.
Misericórdia é ver uma pessoa com fome e lhe dar comida, é ver uma pessoa solitária e lhe fazer companhia. É ver alguém com frio e dar um agasalho, é ver alguém chorando e oferecer um ombro, um abraço. Ver alguém carrancudo e oferecer um sorriso. Ser misericordioso não é apenas suprir a falta de algo material, mas sim, transbordar o Cristo que habita em nós. Manifeste o caráter de Deus. Seja misericordioso!

Shalom!

sábado, 18 de dezembro de 2010


JUSTIÇA


“Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos” Mt 5:6


As vezes nos sentimos injustiçados. Vivemos num país muito injusto socialmente, crescemos vendo injustiças a nossa volta. Sabemos exatamente o que é injustiça, mas será que sabemos o que é JUSTIÇA? Fui procurar no dicionário o significado da palavra e encontrei inúmeras definições, mas uma delas me chamou a atenção:

Estado de graça; retidão da alma que a graça vivifica; inocência primitiva, antes do pecado do primeiro homem.

A sede e a fome de justiça, a que Jesus proclama, são as que exprimem a mais alta aspiração da Verdade e da Harmonia. É o anelo da reconciliação do Homem com Deus, para que se torne possível a paz em cada coração.

Jesus é o ponto de encontro dessa reconciliação do homem com Deus; É a linguagem do amor, com o exercício do perdão; é o caminho mais viável segundo o qual todos os que têm sede e fome de justiça deverão seguir, com o propósito de selar essa aliança definitiva com o Juiz dos juizes.

As palavras de Deus são a fonte da vida. Quanto mais conhecermos a Deus, tanto mais elevado será nosso ideal de caráter, e mais veemente o nosso anseio de refletir a imagem do Criador.

Como é maravilhoso sentir no coração fome e sede em desejar as coisas que são do alto, as coisas espirituais. A bênção de Deus é alcançada pelos que a desejam intensamente. E os que assim desejarem, sua fome e sua sede serão saciadas. Não somente a justiça terrena, mas a justiça dos céus.

Todo homem sente a necessidade de Jesus Cristo porque somente Ele é quem supre as nossas carências matérias e espirituais. A palavra de Deus nos dá autoridade de afirmar que a humanidade sente sede e fome espiritual, todavia uns despertam para Deus, e a maior parte vivem como se o Senhor não existisse, chegando ao ponto de nunca descobrirem o amor eterno de Jesus Cristo, ao ponto de nunca conhecerem a verdadeira justiça, ao ponto de querer fazer justiça com as próprias mãos.


Jesus nos ensina que é necessário ter fome e sede espiritual. Aquele que nasceu de novo é motivado pelo Espírito Santo não somente a sentir uma tristeza profunda pelo pecado e a vontade de odiá-los e evitá-los, mas também o forte desejo de viver conforme a vontade de Deus . Esse estilo de vida caracteriza todo aquele que é nascido de Deus conforme lemos em I João 3.9: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando porque é nascido de Deus”; e o verso 7 diz: “...aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo”. Os que nasceram de novo, portanto, são justos e, portanto, têm fome e sede de justiça.

Nunca seremos totalmente justos nessa vida, mas somos chamados por Cristo a buscar por essa justiça. Que hoje você possa dar mais um passo em direção ao Reino de Deus, buscando pelas coisas que vem do alto. Buscando pela justiça e retidão de Deus.


SHALOM

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

MANSIDÃO



"Bem- Aventurados os Mansos, (Brandos) porque eles possuirão a Terra." Mateus, 5:5

Ahhhh, como esse versículo me chamou a atenção. Feliz são os mansos, os tranqüilos, os sossegados, os que falam calmamente, os brandos de gênios, os pacíficos. Deus, eu quero seu tudo isso, mas ainda não sou! Confesso que preciso muito ser uma mulher mais mansa, tranqüila... não por querer possuir a terra, mas por esse ser um dos frutos do Espírito Santo, e eu desejo ser cheia do Espírito de Deus.

Não é fácil. Somos 6, 888, 143, 359 pessoas no mundo! (Fonte:http://www.census.gov/main/www/popclock.html). E detalhe: DIFERENTES UMA DAS OUTRAS. Sabe o que isso significa? Que durante a sua vida você encontrará com pessoas que discordarão de você, te irritarão, te deixarão nervoso, constrangido, magoado, de decepcionarão... e diante de tudo isso, independente da situação que você enfrentar, você deve ter um espírito manso.

Fico pensando em Jesus e em seus discípulos. Como Jesus teve paciência com aqueles homens! Como Ele os exortava e ensinava de maneira mansa e calma. Os discípulos, mesmo estando junto a Jesus, faziam e falavam tantas coisas erradas, faziam perguntas que tirariam a paciência de qualquer um e ainda assim Jesus transbordava de amor e domínio próprio.

É possível manter a calma, e a mansidão se atentarmos às palavras de Jesus, se seguirmos Seus passos, se pelo menos tentarmos agir como Ele agia.
Moisés foi considerado o homem mais manso sobre a terra. Mas no seu tempo essa qualidade não era admirada pelo povo, mas sim, causava piedade ou pior ainda, causava desprezo. E ainda hoje é assim. Os que são mansos e pacíficos são tachados de bobos, idiotas e são alvos de muitos que querem tirar vantagem dessa virtude.

A vida de Jesus aqui na Terra foi cheia de conflitos, perseguições. Jesus foi caluniado, injuriado. No entanto, Sua vida foi uma vida de paz. O próprio Jesus disse: “Aquele que Me enviou está comigo; o Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que Lhe agrada.” João 8:29.
A despeito de tudo o que Jesus sofreu nada perturbou a calma daquela perfeita comunhão que Ele tinha com o Pai.

Queridos, não se acomodem nos seus temperamentos (colérico, sanguíneo, fleumático ou melancólico). Não faça disso uma muleta para sua falta de paciência com os outros. Se você é cristão, se quer seguir a Cristo, precisa aprender a controlar seus impulsos, a sua falta de paciência, a sua falta de tolerância com o próximo. Se você diz que “agora não mais eu, mas Cristo vive em mim” seja um reflexo do Senhor Jesus. Eu tenho certeza que se você quiser e começar a tentar, o Senhor irá te honrar.

Shalom.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

BEM AVENTURADOS OS QUE CHORAM.


“Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados”.Mateus 5:4

Sou uma pessoa chorona. Choro por quase tudo. Se estiver feliz, se estiver triste. Choro se vejo idosos e animais abandonados, com filmes românticos, em velórios, maternidades, em casamentos de desconhecidos...Choro ao ver alguém chorando, na verdade acho muito triste ver alguém chorar. Mas qual será o tipo de choro que Jesus se referia aqui. Como um pai misericordioso e bondoso Deus não se alegra com o nosso sofrimento. Ele não nos quer deprimidos, infelizes, com nossos corações apertados. Então que choro é esse?

Devemos chorar por causa dos nossos pecados. Choro de arrependimento, de confissão. Pedro chorou amargamente, ao perceber o que tinha feito, quando negou a Jesus (Lc 22.62). O discípulo reconhece suas limitações, se arrepende de seus pecados e os confessa.

O choro nascido do remorso não é bênção, mas, sim, o produzido pelo verdadeiro arrependimento. Bem-aventurados os que choram sua pobreza espiritual, a falta de comunhão com Deus e o seu próprio pecado. Estes sim serão consolados.

Devemos chorar diante da presença de Deus. A presença do Senhor deve nos constranger. Só chora quem está quebrantado, quem está em humilhação diante de Deus e, é isto, que toca o coração do Pai, esse quebrantamento chama a atenção de Deus. Derramar-se diante e aos pés do Senhor é sentir um carinho sem explicação.

Embora muitas situações nos façam chorar, elas não têm qualquer relação com a bem-aventurança apresentada no Sermão da Montanha. Jesus nos fala em chorar com o verdadeiro arrependimento da alma, é aquele choro que vem quando percebemos que não podemos nada sem Ele e não somos nada sem a presença diária de Deus em nossas vidas.

Meu amado, independente do motivo do seu choro, saiba que o Senhor não está alheio à s
ua situação. Ele conhece o seu coração no seu mais profundo. Os anjos de Deus recolhem as suas lágrimas. Nunca se sinta só. Saiba que todas as vezes que você clamar por socorro dos céus, nosso Deus, tão amado e amoroso, está e estará pronto a te ouvir e ajudar.

“Contaste os meus passos quando sofri perseguições; recolheste as minhas lágrimas no teu odre: não estão elas inscritas no teu livro?” (Sl 56.8)

Deus não apenas vê as nossas lágrimas, ELE RECOLHE AS NOSSAS LÁGRIMAS.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

BEM AVENTURADOS OS HUMILDES



"Bem aventurados os pobres (humildes) de espírito, pois que deles é o reino dos céus" (Mateus, 5:3)

O que Jesus quis dizer com pobres de espírito?

Os homens cultos e inteligentes, segundo o mundo, fazem geralmente tão elevada opinião de si mesmos e de sua própria superioridade, que consideram as coisas do reino de Deus como indignas de sua atenção. Estão preocupados somente com eles mesmos. A maior parte da mensagem do evangelho cai em ouvidos surdos de homens e mulheres arrogantes que não querem mesmo reconhecer a posição de Jesus como Senhor. Não só caem em ouvidos surdos, como em corações endurecidos. Geram reações tristes e sem propósitos.

Devemos estar atentos para não sermos vítimas do orgulho. A revista alemã "Focus" publicou uma reportagem sobre o tema "Eu, eu, eu". Ela tratava do culto ao eu – que aumenta cada vez mais em meio à nossa população – no qual cada um se considera cada vez mais importante. Cresce a sociedade que quer levar vantagem em tudo, que não recua diante de nenhum meio para alcançar seus objetivos. É indiferente se outros têm de sofrer com isso – o que importa é que se consiga o primeiro lugar. Um dos lemas em curso entre a juventude é: "Eu sou mais eu".

O Senhor conhece o nosso coração. Sabe das nossas intenções. Às vezes usamos a “capa da humildade”, mas estamos longe de sermos pobres de espírito. O orgulho, a falta de humildade em muitos traz sofrimentos. Sabemos que precisamos mudar, sabemos que precisamos retirar a semente ruim do nosso coração, mas não sabemos como fazer.

Acredito que algo que podemos pelo menos tentar fazer é ser como Jesus. Ele mesmo diz assim: "Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração" Mateus, 11:29.
A humildade é “um sentimento que leva a pessoa a reconhecer suas próprias limitações; modéstia; ausência de orgulho”.
(“Não façam nada por interesse pessoal ou por desejos tolos de receber elogios; mas sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos”. Fp 2.3; veja: Pv 18.12).

O que você é quando está diante de Deus é o que você é de fato e é isso o que Deus consegue ver. Só seremos cheios do Espírito Santos quando conseguirmos nos esvaziar de nós mesmos. Se for o seu orgulho que você precisa jogar no lixo, faça isso ainda hoje. Humilhe-se diante de Deus e reconheça a suas falhas, suas limitações. Reconheça que precisa Dele. Que é totalmente dependente Dele. A sua felicidade vem do alto. Creia nisso!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

EM NOME DE JESUS



Mateus 5: 11,12 “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.”

Esses versículos fazem parte do sermão do monte, ou as bem aventuranças. Foi dito especificamente para os discípulos de Jesus já os preparando para as coisas futuras. Os discípulos seriam exemplos de conduta assim como Cristo foi e carregariam o “rótulo” de cristãos.

Os versículos 11 e 12, entretanto apresenta uma outra realidade. Nós cristãos, crentes, evangélicos (não importa o nome) estamos sujeitos a sermos injuriados, perseguidos, acusados falsamente e outras coisas. Você tem sido perseguido no seu trabalho? Tem sido acusado de coisas que não fez? Sua família zomba da sua escolha por Jesus? Seus amigos fazem piadinhas de mau gosto? E isso tudo tem acontecido por causa do seu amor por Jesus? Meus queridos fiquem felizes por isso! Sei que pode parecer loucura, e aos olhos dos homens até seja, mas o Senhor Jesus nos garante um grande galardão nos céus. Comece a se preocupar se você começar a não fazer diferença por onde passa.

Jesus morreu por nós, sem merecermos! Morreu por um bando de pecadores, sujos, de coração impuro, ingratos e nós? O que temos feito pelo nosso Senhor?
Ser perseguido por causa do nome de Jesus deve nos trazer paz. Nós temos a garantia que: O Senhor Jesus é conosco:
“...."estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos"...Mateus 28:20.
Ele intercede por nós: Quem nos condenará? Pois é Cristo quem morreu, ou, antes, quem RESSUSCITOU de entre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também INTERCEDE por nós.- ROMANOS 8:34.-
Se permanecermos fiéis até o fim, nos será dada a coroa da vida!
" Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida".( AP 2:10)
Peça ao Senhor SABEDORIA para conviver com essas coisas. Infelizmente teremos que passar por elas. Caminhar com Cristo e ir em nome de Jesus é estar sujeito a passar por essas coisas. Nunca se esqueça do que Jesus nos ensinou: Devemos ter bom ânimo, Ele venceu o mundo e Nele somos mais que vencedores.

Quero deixar um exercício com vocês. Quem for meu aluno não precisará entregar domingo que vem( RS). Entregaremos, eu e você, o resultado desse exercício a Deus.

“Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam. - Porque, se somente amardes os que vos amam que recompensa tereis disso? Não fazem assim também os publicanos? - Se unicamente saudardes os vossos irmãos, que fazeis com isso mais do que outros? Não fazem o mesmo os pagãos? - Sede, pois, vós outros, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial.” (Mateus 5:44, 46 a 48)

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO



Tentação: sf (lat tentatione) 1 Ato ou efeito de tentar. 2 Impulso íntimo dirigido para o pecado, originado dos instintos inferiores ou da malignidade do tentador. 3 Apetite ou desejo violento. 4 Rel Indução para o mal, por sugestões do diabo ou da sensualidade. 5 Pessoa ou coisa que tenta. sm pop O diabo. T. de Jesus: tentação tripla, de gula, orgulho e idolatria, a que se sujeitou Jesus no deserto, para mostrar sua condição humana; narrada no Evangelho (Mateus, 4, 3-11; Lucas, 4, 3-13).

Acredito que uma das maiores lutas que enfrentamos seja a tentação. E quando digo nós, me refiro aos separados e remidos e aqueles que virão a ser. A tentação é comum a todos os servos, todos são tentados no dia-a-dia. Nos é garantido pelo Senhor, que todas elas são suportáveis; nenhuma tentação é superior às nossas forças. (veja: 1Co 10.13)

Gostaria de compartilhar com vocês algo a respeito da tentação de Jesus. Muitos dizem assim: Ahhhh, mas Jesus só conseguiu vencer a tentação porque era filho de Deus. Meus queridos, não podemos esquecer que naquele momento Jesus estava na terra 100% como homem. O Verbo se fez carne e habitava com o povo, e estava sujeito a todas as coisas também. Estudando um pouco mais sobre a vida de Jesus percebemos uma sequência interssante até o momento da tentação. No capítulo 3 de Mateus vemos Jesus sendo batizado por João Batista. Naquele momento ele foi cheio do Espírito de Deus. Logo no início do capítulo 4 versículo 2 diz que Jesus tinha jejuado 40 dias quando teve fome. Percebemos que no momento da tentação Jesus estava numa busca constante pelo Pai. Ele estava capacitado para aquilo. A soma da santidade, oração, comunhão, jejum e conhecimento da palavra resultaram na vitória de Cristo. Devemos nos capacitar DIARIAMENTE para quando formos tentandos (e acredite: seremos muito!) possamos sair vitoriosos como Jesus.

A oração fortalece-nos contra a tentação. A Bíblia diz em Marcos 14:38 “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.”

Porque ovelhas não chafurdam

Era uma vez uma ovelinha que, junto com sua mãe, passava em frente de um chiqueiro todos os dias a caminho do pasto. Os porcos se divertiam tanto rolando na lama que num dia de muito calor a ovelinha pediu à mãe que a deixasse pular a cerca e chafurdar na lama fresca.
A mãe respondeu que não. A ovelinha fez a clássica pergunta: “Por que não?” A resposta foi simples: “Porque ovelhas não chafurdam.”
A ovelinha não se contentou. Achou que a mãe havia feito pouco caso dela e abusado de sua autoridade quando não devia. Assim que a mãe se afastou, a ovelinha correu para o chiqueiro e pulou a cerca. Sentiu a lama fria em seus pés, suas pernas e barriga. Pouco depois achou que já era hora de voltar para junto da mãe, mas não conseguiu! Estava presa!
Lama e lã não combinam. Seu prazer havia se transformado em prisão. A ovelinha estava desesperadamente presa em consequência de sua tolice. Ela pediu socorro e foi resgatada por um lavrador caridoso.

Depois de ter sido limpa e estar de volta ao aprisco, a mãe relembrou: “Não se esqueça de que ovelhas não chafurdam!”

O mesmo acontece com o pecado. Parece tão gostoso, tão fácil de ser abandonado quando bem entendermos. Mas não é assim! Os prazeres nos aprisionam. Os cristãos não devem chafurdar (2 Pedro 2:14-22)

“Bem-aventurado o homem que suporta a provação; porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam.” Tiago 1:12

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

EXPERIÊNCIA COM O PERDÃO


Alguns anos atrás fui traída por uma pessoa que confiava muito. Fui roubada financeiramente e emocionalmente, pois a tinha como uma pessoa muito querida. Quando fiquei sabendo do que tinha acontecido, senti uma dor TÃO grande que achei que não fosse suportar. Chorei durante dias e confesso que orava pedindo a Deus que fizesse justiça, afinal eu tinha sido muito lesada. No meu interior, eu queria que ela sofresse como eu havida sofrido, não queria que ela se desse bem e ficasse rindo enquanto eu estava arcando com todo o prejuízo.

O Espírito Santo de Deus com seu infinito amor me falava diariamente: “ Perdoa... ela não sabe o que fez. Ela não tem dimensão do erro que cometeu”. Eu o ouvia mas ainda estava relutante. Aquilo me prendia, sentia raiva toda vez que via a foto dela nas redes sociais. Até que um dia, já cansada de sentir aquilo orei a Deus confessei o que estava no meu coração( não que Deus já não soubesse) e disse: Senhor, sei que tenho que perdoar, mas sozinha eu não consigo, não sei por onde começar, não sei o que fazer. Senhor eu estou com raiva dela, quero que ela pague por tudo o que ela me fez, mas sei que a raiva não vem de ti. Então Deus coloco o meu coração nas tuas mãos para que o Senhor retire o ódio e me capacite a amar de forma sobrenatural.

A direção que Deus me deu foi a oração. Comecei a interceder por ela( !!!!!!!!!!).

Comecei a clamar pela salvação dela e dos seus filhos, comecei a liberar palavras de benção, de paz, de plenitude de vida. Fazia isso todos os dias, até que um dia quando fui mencionar o que tinha acontecido comigo com uma amiga aquilo saiu com naturalidade.

Já não me prendia mais. Já não me fazia sofrer. Eu realmente desejo que Deus tenha misericórdia dela e que ela tenha a chance de se arrepender e pedir perdão ao Senhor.

Quem sou eu para não perdoá-la? Quem sou eu para achar que posso julgar alguém? Preciso diariamente pedir perdão a Deus pelos meus pecados. Que no dia de hoje você possa começar a pedir a Deus para te ensinar a perdoar. O Espírito Santo é muito gentil e vai te direcionar da melhor maneira.

Shalom!
PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS!


Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido??? Meu querido, pare nesse momento e pense em todas as pessoas que já te feriram, te magoaram, te enganaram, te fizeram sofrer, chorar, sentir algum tipo de dor. Pensou? Quantas vezes você já liberou o perdão para a vida dessas pessoas? Poucas? Muitas? Você realmente perdoou, ou toda vez que você lembra do assunto, isso rouba um pouco da sua paz?

Gostaria de compartilhar com vocês a palavra de Deus que está Mateus 18:21-22 - “Então Pedro, aproximando-se dele, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu hei de perdoar? Até sete? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete.”
Perdoar alguém 490 vezes é perdoar muito! Quando Jesus disse isso a Pedro, ele estava ensinando algo de muito valor, que talvez o apostolo nem tivesse conhecimento. Satanás conhece o poder do perdão. Ele sabe que quando de coração perdoamos alguém e não alimentamos sentimentos ruins, nós nos livramos de amarras e cadeias que impedem nosso crescimento emocional e espiritual. Nos livramos de um peso que a cada dia nos afunda.

Jesus, ali na cruz do calvário, já tinha sido traído, ignorado, negado, açoitado, ferido, cuspido, humilhado e tantas outras coisas e ainda assim, em seus últimos momentos ele diz: “ Pai, perdoa-os, pois não sabem o que fazem”

Nem sempre o ofensor pedirá perdão, nem sempre o perdão que ele pedirá será sincero. Como filhos de Deus, seguidores de Cristo devemos perdoar aqueles que nos ofendem mesmo sem um pedido formal.

Creia que com a ajuda de Deus você conseguirá perdoar a todos quantos precisam. Liberar o perdão é um exercício. No início será difícil, custoso, mas depois sairá do seu coração de forma natural, entretranto o perdão não é a desculpa pelo pecado, não é a remoção das consequências temporais de nosso pecado. O homem que assassina outro pode arrepender-se e procurar o perdão, mas ainda assim sofrerá o castigo temporal da lei humana. Mesmo se perdoado, pode ter que passar o resto de sua vida na prisão. O perdão remove as consequências eternas do pecado!

O perdão é mais poderoso que as armas. O perdão é mais poderoso do que o ódio. O ódio é o poder que destrói, o perdão é o poder que reconstrói. O ódio provoca feridas em quem o alimenta e para quem ele é dirigido; o perdão traz cura para quem o concede e bênção para quem o recebe. Só você pode decidir perdoar alguém.

E se o pecador não se arrepender? Tenho que perdoar aquele que peca contra mim, mas não se arrepende? Talvez esta pergunta seja melhor respondida pelas palavras de Jesus: "Acautelai-vos. Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe" (Lucas 17:3-4). Jesus indicou que o perdão deveria ser estendido quando o pecador se arrepende e confessa seu pecado. Precisamos também lembrar que Deus sempre exige arrependimento como condição de divino perdão. Deus não exige de nós o que ele mesmo não está querendo fazer.

“Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós”. Cl 3.13b

Shalom!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE



Às vezes achamos que sabemos exatamente do que precisamos. As circunstâncias nos fazem crer que precisamos sempre de algo concreto para saciar as nossas necessidades. Quando Jesus disse, que deveríamos pedir pelo pão de cada dia, ele estava dizendo que deveríamos orar assim: Deus dá-nos a sua palavra. Dá-nos o seu pão. Dá-nos Jesus, seu Filho.
É o mais importante entre todos os alimentos e o mais simbólico também. Não por acaso Belém (Bet'lehen), cidade da Palestina onde nasceu Jesus, significa "casa do pão". Ele próprio é "o pão da vida" (João 6, 35).
A expressão “o pão nosso de cada dia” significa o suprimento da necessidade diária de uma pessoa. Significa que admitimos que precisamos diariamente de Jesus, da presença do Espírito Santo. A porção que Deus nos deu ontem, já não serve mais para hoje! Quando o povo de Deus saiu do Egito, Deus lhes mandava DIARIAMENTE o maná dos céus. Sem aquela comida (o maná) o povo não teria suportado.
Gostaria de te fazer uma pergunta: Se a sua carne lutasse contra o seu espírito, no dia de hoje, quem sairia vitorioso? Meu amado sairia vitorioso aquele que estivesse mais alimentado, mais forte.
Você já ficou muito tempo sem comer? Já fez algum jejum muito longo ou bem restrito? Se fez, sabe que um dos sintomas é a fraqueza. Você perceberá que nos horários habituais de suas refeições o sofrimento é maior, pois o estômago está lá esperando pelo lanchinho. Poderá perder o bom humor, poderá ficar ansioso ou agressivo. Com o nosso espírito acontece a mesma coisa. Precisa ser alimentado diariamente e isso é possível através da leitura da palavra, oração, louvores, pregações, comunhão com os irmãos e etc.
Eu oro para que você tenha fome e sede da palavra de Deus, que a única que pode nos saciar.

Shalom.

João 6
32 Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu.
33 Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.
34 Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse pão.
35 E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

QUE SEJA FEITA A TUA VONTADE...



Meus queridos, confesso que quando parei para pensar nesse versículo fiquei alguns segundos sem palavras. Repeti várias vezes: que seja feita a Tua vontade, Tua vontade, vontade de Deus... fiquei pensando em quantas vezes eu realmente deixei de fazer a minha vontade para fazer a vontade de Deus. E foi lamentável a conclusão que cheguei: Pouquíssimas vezes eu realmente fiz o que Deus gostaria que eu tivesse feito. Mas eu sei que muitos se perguntam qual é a vontade de Deus para as nossas vidas e como saber se aquilo que estou vivendo é a vontade de Deus?

Bom, vamos partir do princípio que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável (Rm 12:2). A maioria de nós conhece esse versículo e o tem na ponta da língua, pronto para ser usado em qualquer ocasião. Muitos, entretanto ignoram um pouco o versículo 1 do mesmo capítulo que diz assim: 1- Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
2-E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, PARA QUE EXPERIMENTEIS QUAL SEJA A BOA, AGRADÁVEL, E PERFEITA VONTADE DE DEUS.

Paulo diz, e usando ainda uma expressão bem forte, com uma certa urgência até, (Rogo-vos) que devemos apresentar nossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. Isso significa que devemos negar a nossa carne, negar as nossas vontades. Só assim, quando nos mortificarmos, poderemos ter acesso à vontade de Deus. Paulo ainda nos diz que uma das condicionais para experimentarmos a vontade de Deus é não sermos conformados com esse mundo.
A palavra “mundo” aqui é uma referência àquelas coisas que são contrárias às coisas de Deus. Nós falamos do “mundo” como as coisas terrenas sobre as quais satanás tem poder.
Significado de Conformar: v.t. Formar, dispor, configurar./ Pôr de acordo com: conformar o procedimento às palavras./V.pr. Acomodar-se, resignar-se, submeter-se: conformar-se com as circunstâncias.

É muito triste quando vemos homens e mulheres de Deus conformados com as coisas que estão no mundo e nos cercam. Lembre-se, estamos aqui, mas não somos daqui (ALELUIA!). Conformamos-nos com a violência, com a maldade, com a miséria. Conformamos-nos com o uso de drogas lícitas ou não cada vez mais cedo, com adolescentes grávidas, com casamentos desfeitos, com uniões que não agradam a Deus. Não podemos ser moldados pelo mundo.
Outro dia, perto de casa, ouvi a noite sons de tiros. E perguntei: Isso que ouvi foram tiros? E me responderam: sim, é normal ouvir tiros. NÃO!!!!!!! NÃO É NORMAL OUVIR TIROS, NÃO É NORMAL SOFRER ABUSO, NÃO É NORMAL MATAR, MENTIR, GANHAR VANTAGEM, FURAR FILA, BRIGAR NO TRÂNSITO E TANTAS OUTRAS COISAS DO NOSSO DIA A DIA!

João diz em 1João 2:15: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.”

Eu entendo que por muitas vezes é difícil resistir ao mundo. Tudo é tão atrativo, tão bonito, tão fácil de conseguir. A felicidade parece vir de modo tão rápido e sem nenhum esforço. Isso é engano. O mundo pode nos tentar em tantas coisas... mas se perseveramos fiéis até o fim, nos será dado a coroa da vida!( Ap 2:10). A nossa recompensa no reino de Deus, durante toda a eternidade é muito maior do que qualquer coisa que o mundo possa nos oferecer.
Por último o apostolo nos diz para sermos transformados pela renovação da nossa mente (entendimento). Entenda que não é uma opção. O cristão precisa querer ter a mente de Cristo. Quantos de nós vivemos anos e anos com fortalezas na nossa mente, aprisionados com pensamentos errados, que nos roubam a vida que Deus planejou pra nós. Ou quantos de nós deixamos nos influenciar por coisas que nos são ditas e vistas e que guerreiam constantemente em nossa mente.
Certa vez, num congresso de avivamento em São Paulo ouvi de um pregador a seguinte frase: "O pecado nada mais é do que o ato concreto de algo que começou em nossa mente migrou para nosso coração e tomou o nosso corpo". Se pararmos para pensar faz muito sentido. Vocês acham que Judas acordou um belo dia e disse: Bom, acho que hoje vou trair Jesus. Não!!!!!!!! É muito provável que ele já alimentasse esses pensamentos, que por sua vez tomou o seu coração.
A mente de Cristo nada mais é que A PESSOA do Espírito Santo em nós ensinando-nos e revelando-nos as coisas de Deus. Devemos ansiar pela presença do Espírito Santo em nós, para sermos cheios Dele e termos a mente de Cristo.

Só assim, vivendo o que a palavra nos ensina, podemos experimentar a vontade de Deus. A vontade de Deus meu amado traz paz ao seu coração. Se você estiver caminhando junto ao Senhor e verdadeiramente desejar a vontade dEle para sua vida – Deus colocará Sua vontade em seu coração. O segredo é desejar a vontade de Deus, não a sua própria. “Deleita-te também no SENHOR, e ele te concederá o que deseja o teu coração” (Salmos 37:4).

Senhor, queremos viver a tua vontade, a tua perfeita vontade em nossas vidas. Queremos renunciar o nosso EU, mortificar a nossa carne e vivermos conforme a Tua palavra. Santo Espírito de Deus pedimos que nos ajude a identificar tudo aquilo que devemos abrir mão para vivermos a vontade do Pai. Não queremos mais nos conformar com esse mundo, queremos que a vontade de Deus seja feita aqui na terra, nas nossas vidas, assim como ela é feita no céu.
Sabemos Senhor que somos responsáveis por nossas escolhas e nossas ações. Nos ajude a tomar decisões ou fazer escolhas que estejam de acordo com a Tua palavra. Nos dê sensibilidade para ouvirmos a Tua voz. Assim pedimos, em nome do Senhor Jesus. Amém!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O REINO DE DEUS

Mateus 6:10: “venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu”.

Muitas vezes ouvimos falar do Reino de Deus, pedimos pelo reino de Deus, mas o que é exatamente o reino de Deus?
O Senhor Jesus em inúmeras de suas parábolas nos explica o que é e como é o Reino de Deus. A parábola do grão de mostarda é uma delas. Nos evangelhos encontramos várias citações de “o reino dos céus”, Jesus sempre deixou muito clara a verdade sobre o reino de Deus.
O que então sabemos a respeito do Reino de Deus ou o reino dos céus (como é inúmeras vezes mencionado)?
Sabemos que o reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda, que começa muito pequeno e fica enorme, ou que é semelhante a um negociante que acha uma pérola muito boa, vende tudo o que tem e a compra. O Senhor Jesus pagou um preço muito alto para nos tirar do reino das trevas. O reino dos céus também é como uma rede que traz todo o tipo de peixe e depois são separados em peixes bons e ruins.(Oro para que você seja um peixe muito bom). O Reino de Deus é assim como se um homem lançasse a semente a terra. Essa semente cresce e fica madura e na hora certa é ceifada. Esta semente é a palavra de Deus, e a ceifa a dia do arrebatamento.
Que possamos estar prontos, maduros emocionalmente, espiritualmente, para irmos na hora certa ( Mc 4:26-29).
A bíblia nos dá várias informações a respeito do Reino de Deus. Os fariseus, tão entendidos na lei de Moisés, certa vez perguntaram a Jesus quando viria o reino de Deus. E Cristo responde que o reino do Pai dele está dentro de nós.

Você pode se perguntar: Mas como tenho o Reino de Deus dentro de mim? Vamos ver o que o apostolo Paulo diz em Romanos 14:17 -
"Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo.”.
Aqui já temos 3 grandes informações: O Reino de Deus é justiça! E não poderia ser diferente disso, já que temos o Justo Juiz. A justiça do Reino de Deus age retamente em todas as circunstâncias, já a justiça do homem sem o Espírito Santo não passa de trapo de imundícia, pois ela é guiada por interesses egoístas e visa apenas o ganho, o levar vantagem sobre algo ou alguém (Is 64:6). Se quisermos o reino de Deus, devemos estar prontos para sermos pessoas justas e corretas.
O reino de Deus é paz! Meu amado isso é promessa para a sua vida. Creia nisso. Isaías nos diz no capitulo 9 que Jesus é o PRÍNCIPE DA PAZ, e o próprio Jesus nos afirma em João 14:27 que Ele nos dá a paz, não essa paz passageira que o mundo nos dá. Mas a paz que excede todo o entendimento. Se você quer o reino de Deus, esteja pronto para ser uma pessoa mais pacífica, amorosa, paciente, esteja pronto para transbordar dos frutos do espírito.
O reino de Deus é alegria no Espírito Santo. A alegria de Deus não se encontra em nada além da plenitude do reino. Não existe relacionamento, trabalho, bens materiais, filhos, que possa se comparar à alegria que vem do trono de Deus. O Apóstolo Paulo fazia parte do Reino de Deus e mesmo estando preso em Filipos, disse: “Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!” (Fp 4:4) – Só o Espírito Santo é capaz de fazer transbordar a alegria do Reino de Deus em nós. De vez em quando a tristeza vem e dura uma noite, mas a alegria do Espírito Santo vem pela manhã. Alegre-se no Senhor. Não permita que nada roube a sua alegria. Você é integrante do Reino de Deus. Quando você for orar e pedir pelo reino de Deus, para que o reino Dele venha lembre-se que precisamos estar preparados para viver esse reino.
FAÇA A SUA PARTE!
PAI NOSSO


Ontem a noite estava meditando na oração do Pai nosso. Tão conhecida, tão comentada, tão orada e repetida (às vezes até mecanicamente) que gostaria de dividir alguns versículos com vocês.

Em Mateus 6:9-13 diz assim:

9 Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
10 venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu;
1 o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;
12 e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;
13 e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal {pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém}!

Vamos começar no versículo 9: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

Eu não sei qual a sua referencia de pai. Eu sempre tive um pai muito amoroso, carinhoso, que a despeito das tribulações que sofria sempre esteve pronto para me ajudar. Quando o meu pai me prometia alguma coisa, sabia que ele iria cumprir, afinal era meu pai e me faria feliz de qualquer forma. Se ele não me desse aquilo que pedi, me daria algo muito melhor.

Nem todos tiveram ou tem um pai como o meu. Alguns nem conhecem seus pais, outros preferem até esquecer que eles existem. Outros sofreram abusos morais, emocionais e até físicos de seus pais. E quando somamos nossas mazelas descobrimos que chegamos à fase adulta com um referencial muito errado do que é ser pai, e aí quando alguém chega e nos diz que Deus é pai ou queremos sair correndo para seus braços, ou queremos sair fugidos de Sua presença com medo que ele nos castigue pelos nossos erros. Crescemos achando que Deus castiga, que Ele está lá no céu pronto para nos fulminar por cada um de nossos pecados.

Meus amados esqueçam qualquer referencial de pai que você pode ter. Deus é muito maior que a sua referência. E muito melhor. Deus é sim um pai justo e a Sua justiça irá prevalecer para sempre, mas Deus é bondade, carinho, esperança, conforto, consolo, alegria, muita alegria e acima de tudo DEUS É AMOR!

Sinceramente, eu não consigo medir, nem explicar o amor de Deus Pai. Acredito que só quem vive esse amor, esse cuidado pode entender. O bom é saber que esse amor nos está disponível para toda a vida. Basta queremos.

Deus é Santo. Seu nome é Santo e tudo aquilo que se refere a Deus também é santo. I Pedro 1:16 diz para sermos santos por um único motivo: Porque Deus é Santo! Somos de Deus, sejamos santos.

Que hoje você possa fazer de Deus Pai o seu referencial, que ser como Jesus seja o seu objetivo.
Que você se espelhe eu seu Pai e busque agradar a Ele e que quando você for orar e disser: “Pai nosso...”, você possa visualizar o Senhor inclinando os seus ouvidos e prestando atenção em você. Eu imagino que na hora que estou orando ao meu Pai, lá nos céus ele diga assim: Shiiiiiiiiiii silêncio... minha filha está falando.

"Mas, a todos quantos o [Jesus] receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus" (João 1:12)

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"O QUE É A BÍBLIA?"

Resposta: A palavra “Bíblia” vem do latim e grego e significa “livro”, um nome apropriado, já que a Bíblia é o Livro para todas as pessoas, de todos os tempos. É um livro sem igual, sozinho em sua classe.

Sessenta e seis livros fazem parte da Bíblia. Eles incluem livros da lei, tais como Levítico e Deuteronômio; livros históricos, tais como Esdras e Atos; livros de poesia, tais como Salmos e Eclesiastes; livros de profecia, tais como Isaías e Apocalipse; biografias, tais como Mateus e João; e epístolas (cartas formais), tais como Tito e Hebreus.

O que é a Bíblia? – Os Autores

Cerca de 40 autores humanos diferentes escreveram a Bíblia. Ela foi escrita durante um período de 1500 anos. Os autores foram reis, pescadores, sacerdotes, oficiais do governo, fazendeiros, pastores e médicos. De toda essa diversidade surge uma unidade incrível, com temas em comum por todo o seu percurso.

A unidade da Bíblia deve-se ao fato de que, essencialmente, ela tem um Autor: Deus. A Bíblia é “Inspirada por Deus” (2 Timóteo 3:16). Os autores humanos escreveram exatamente o que Deus queriam que escrevessem, e o resultado foi a perfeita e santa Palavra de Deus (Salmos 12:6; 2 Pedro 1:21).

O que é a Bíblia? – As Divisões

A Bíblia é dividida em duas partes principais: O Velho Testamento e o Novo Testamento. Em resumo, o Velho Testamento é a história de uma nação, e o Novo Testamento é a história de um Homem. A nação foi a forma que Deus usou para trazer o Homem ao mundo.

O Velho Testamento descreve a fundação e preservação da nação de Israel. Deus prometeu usar Israel para abençoar o mundo inteiro (Gênesis 12:2-3). Uma vez que Israel tinha sido estabelecida como nação, Deus fez surgir uma família daquela nação através da qual a benção iria vir: a família de Davi (Salmos 89:3-4). Então, da família de Davi foi prometido um Homem que traria a benção prometida (Isaías 11:1-10).

O Novo Testamento detalha a vinda desse Homem prometido. Seu nome era Jesus, e Ele cumpriu as promessas do Velho Testamento por viver uma vida perfeita, morrer para tornar-se o Salvador e ressuscitar dos mortos.

O que é a Bíblia? – O Personagem Principal

Jesus é o personagem principal da Bíblia – o livro inteiro é sobre Ele. O Velho Testamento prediz Sua vinda e prepara o palco para Sua entrada ao mundo. O Novo Testamento descreve Sua vinda e Seu trabalho para trazer salvação a nosso mundo pecaminoso.

Jesus é mais do que uma figura histórica; na verdade, Ele é mais do que um homem. Ele é Deus em carne, e Sua vinda foi o evento mais importante da história do mundo. Deus Se tornou homem para nos dar um retrato claro e compreensível de quem Ele é. Como é Deus? Ele é como Jesus; Jesus é Deus na forma humana (João 1:14; 14:9).

O que é a Bíblia? – Um Curto Resumo

Deus criou o homem e o colocou em um ambiente perfeito; no entanto, o homem se rebelou contra Deus e deixou de ser o que Deus tinha planejado para ele ser. Deus colocou o mundo sob uma maldição por causa do pecado, mas imediatamente colocou em ação um plano para restaurar o homem e toda a criação à sua glória original.

Como parte do Seu plano de redenção, Deus chamou a Abraão para sair da Babilônia e ir para Canaã (mais ou menos 2000 A.C.). Deus prometeu a Abraão, a seu filho Isaque e seu neto Jacó (também chamado de Israel) que Ele iria abençoar o mundo através de um de seus Descendentes. A família de Israel emigrou de Canaã a Egito, onde eles passaram a ser uma nação.

Mais ou menos 1400 A.C., Deus guiou os descendentes de Israel a deixar o Egito sob a direção de Moisés e deu a eles a Terra Prometida, Canaã. Através de Moisés, Deus deu ao povo de Israel a Lei e fez uma aliança (testamento) com eles: se eles permanecessem fiéis a Deus e não seguissem a idolatria das nações ao seu redor, eles iriam prosperar. Se eles abandonassem a Deus e seguissem aos ídolos, então Deus iria destruir sua nação.

Mais ou menos 400 anos depois, durante os reinos de Davi e seu filho Salomão, Israel se solidificou em um reino grande e poderoso. Deus prometeu a Davi e Salomão que um Descendente deles reinaria como um Rei eterno.

Depois do reino de Salomão, a nação de Israel foi dividida. As dez tribos do norte se chamaram de “Israel”, e eles duraram mais ou menos 200 anos até que Deus os julgou por sua idolatria: Assíria levou Israel cativo mais ou menos 721 A.C. As duas tribos do sul foram chamadas de “Judá”, e elas duraram mais tempo, mas eventualmente também abandonaram a Deus. Babilônia levou eles cativo mais ou menos 600 A.C.

Mais ou menos 70 anos depois, Deus graciosamente trouxe o restante dos cativos de volta a sua própria terra. Jerusalém, a capital, foi reconstruída mais ou menos 444 A.C., e Israel mais uma vez estabeleceu sua identidade nacional. Dessa forma o Velho Testamento termina.

O Novo Testamento começa mais ou menos 400 anos depois com o nascimento de Jesus Cristo em Judá. Jesus era o Descendente prometido a Abraão e Davi; Aquele que iria cumprir o plano de Deus de redimir a humanidade e restaurar a criação. Jesus fielmente completou Sua tarefa: Ele morreu pelo pecado e ressuscitou dos mortos. A morte de Cristo é a base para a nova aliança (testamento) com o mundo: todo aquele que tem fé em Cristo vai ser salvo do pecado e viver eternamente.

Depois da Sua ressurreição, Jesus enviou Seus discípulos para anunciar as novas da Sua vida e Seu poder para salvar em todos os lugares. Os discípulos de Jesus saíram em todas as direções anunciando as boas novas de Jesus e da salvação. Eles viajaram pela Ásia Menor, Grécia e por todo o Império Romano. O Novo Testamento termina com uma profecia do retorno de Jesus para julgar o mundo incrédulo e libertar a criação da maldição.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...